domingo, 27 de maio de 2012

Seja quem você é...

Quem você é/ Quem você quer ser?
O que é ser 'normal pra você'?




Eu me pergunto bastante e até chego a perguntar para algumas pessoas: Quem é você? Ou quem você quer ser? Ou oque é ser normal pra você? (é faço perguntas pras pessoas e me questiono bastante) Já que algumas pessoas as vezes me olham com outros olhos, muitas vezes acham que sou meio estranha ou sei lá, só porque os meus gostos não agradam a todos, mais não faço a coisas pra agradar ou para as pessoas acharam meu jeito bonito aos olhos delas, faço por me sentir bem comigo própria. Porque tenho que sonhar sonhos de todo mundo, quando posso ter os meus próprios? Porque tenho que viver a vida como a de outra pessoa, quando posso viver a minha? Você é estranha por pensar diferente? Você é esquisito por querer metas diferentes para sua vida? Não gosto de ir a baladas, fazer farra e fazer qualquer outro tipo de coisas sem nenhum firmamento, mil vezes mais ficar em casa vendo filmes, animês, doramas, sair pra passear, tomar um sorvete, e até ir a igreja, por ser coisas que me fazem bem! Agora me diz. É ter que ficar vestindo, ouvindo e fazendo as mesmas coisas que todo mundo mesmo não sendo do seu agrado? É ter que agradar as pessoas com seu estilo? É ter de gostar das coisas, mesmo que na verdade não suporta aquilo? É ter medo de fazer o que realmente gosta, só por causa que seus amigos ou família não gostarem, e por isso irá deixar de fazer ou de sonhar? Acho que ser normal não é ser todos iguais, seja por dentro ou por fora, é ter diferenças e saber respeita-lás. Ser normal não é uma regra da vida, e creio que também não é de Deus, então porque todo mundo quer que sejamos "normais" e iguais a todo mundo? SEJA FELIZ! Eu respeito você, e gostaria que você também me respeitasse sobre meus gostos musicais, de vestir ou até mesmo de como eu penso sobre meu futuro.

Um comentário:

Fique mais um segundo... disse...

Oi, Marcelli, bom dia!!
É claro que, para nós, importa desenvolver nosso melhor, chegar ao nosso máximo. Mas, enquanto desenvolvemos nossa vida, o nosso jeito de ser só pertence a nós, bem como nossos gostos e sentimentos.
Gostei demais de seu texto. Muito sincero, muito real e muito verdadeiro.
Um beijo carinhoso
Doces sonhos
Lello