sexta-feira, 22 de dezembro de 2017


São tantas coisas para escrever e contar, as coisas foram acontecendo e o tempo passou rápido e aquela metáfora sobre o tempo voar foi tão real este ano. Estamos a pouco tempo do natal e aquela música vem a minha memória, "então é natal, e o que você fez, o ano termina e nasce outra vez", porque agora começo a acreditar que essa música é tão desmotivante? Como se estivéssemos em um ciclo vicioso de começo e fim, onde 'o ano termina e nasce outra vez', como se nossa vida fosse pautada em aceitar isso, é bem verdade que ao termino de um ano o outro chega, e de fato colocamos expectativas nesse NOVO ano, tentando dar um renovo e esperança para nós mesmos, deixando o ano anterior para trás e com nossas novas metas, novos planos e uma agenda novinha o pensamento de "agora vai" surge, nos fazendo lembrar que no começo do ano passado, nesta mesma época estávamos adquirindo o "agora vai" de final de ano.

Metas para um novo ano é ótimo, mudar o que não foi bom, viver novas coisas é até um tanto desafiador, querer fazer as coisas diferentes aquelas que fracassaram, isso é necessário, porém independente do que meu ano, seu ano ainda não terminou. Já montei minha árvore, desembaracei as luzinhas, decorei a casa, até fiz cartão de boas festas, mas não, não estou super ansiosa pelo começo de um novo ano, de um novo "agora vai", ao invés disso quero ter um sentimento de gratidão pelo ano que passou, quero olhar para trás e pensar em todos meus altos e mais baixos, quero pegar todas as lições e o tanto que amadureci em meio a tudo isso e levar nesse novo ano, subimos mais um degrau, passamos por mais obstáculos, e sabe dreamers? O próximo ano não vai ser do 'agora vai', mas do 'estou em caminhada' rumo ao alvo, mas uma coisa posso afirmar, a muralha de 2017 se tornou uma pedra em 2018, e acredite quando realmente for o momento do 'É AGORA' você estará preparado e fortalecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário